Conheça o ensaio de determinação da carga de ruptura e módulo de resistência à flexão

Esse ensaio oferecido pelo Lab CCB segue as normas da ABNT NBR ISO 10545-4 e tem por objetivo determinar o módulo de resistência à flexão e carga de ruptura para todos os formatos de placas cerâmicas.

Para a execução deste ensaio utiliza-se um equipamento chamado crômetro ou flexímetro, que consiste em duas barras de apoio cilíndricas, onde a placa cerâmica é apoiada, e a carga é aplicada no centro da placa, através de um cutelo superior.

Através de um relógio indicador de pressão, é aplicada a força em cima dessa placa, até ela se romper. Para a realização desse procedimento, partículas aderidas no verso de cada corpo de prova são removidas com uma escova dura e cada peça fica em uma estufa durante 24 horas e, depois, são resfriadas até alcançar a temperatura ambiente.

Somente depois de três horas que as peças atingirem a temperatura ambiente é que as placas são colocadas no equipamento (crômetro/flexímetro) que irá rompê-las.

Após o procedimento, o operador anota a força de ruptura da placa para posterior cálculo do valor médio de carga de ruptura e do valor médio do módulo de resistência à flexão. São utilizados somente os resultados para as fraturas que ocorreram dentro da região central do comprimento da placa.

O cálculo do módulo de resistência à flexão é baseado em uma seção retangular. No caso de placas com espessura variável ao longo da  seção de ruptura, são obtidos apenas resultados aproximados. Quanto menor o relevo, mais exatas são as aproximações.

Saiba mais sobre este ensaio e outros oferecidos pelo CCB no site: www.ccb.org.br

Confira o vídeo abaixo: