CCB é acreditado para novos ensaios pelo CGCRE Inmetro

Ensaios de placas cerâmicas para revestimento de acordo com normas americanas também foram avaliados

De 15 a 19 de outubro, o LabCCB  recebeu os avaliadores Carlos Teixeira de Assumpção e João Carlos Marques, ambos da Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro, com o objetivo de avaliar a conformidade do sistema de gestão com a norma ABNT NBR ISO/IEC 17025:2017 e normas aplicáveis a realização dos ensaios do escopo do laboratório.

Ao fim da avaliação concluiu-se que o sistema está implementado de acordo com a referida norma e que o laboratório está apto a receber a extensão de sua acreditação para os ensaios de: Argamassas colantes industrializadas para assentamento de placas cerâmicas conforme ABNT NBR 14081 partes 2, 3, 4 e 5;Determinação da estanqueidade à água de acordo com as normas ABNT NBR 15575-5 – Anexo D e ABNT NBR 13858-2- Anexo G; Lajes pré-fabricadas conforme ABNT NBR 15522 e Placas cerâmicas para revestimento de acordo com as normas ASTM (americanas).

“O Próximo passo agora é esperar chegar o certificado de conformidade e logo estaremos aptos a realizações desses ensaios acreditados”, disse a coordenadora da Qualidade do CCB, Fernanda Castelo.

CCB receberá visita de delegação internacional do Comitê Técnico ISO TC/189

De 10 a 15 de novembro, a ABNT e a Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimentos (Anfacer), promoverá a 28ª Reunião do Technical Committees ISO TC/189, reunião para revisão de normas internacionais de placas cerâmicas que acontecerá pela segunda vez no Brasil.

No dia 10, o CCB abrirá as suas portas e terá a honra de receber em sua sede a visita dos delegandos de vários países que participarão desta reunião para conhecer todo o trabalho realizado nos laboratórios e, para apresentar, também, a importância da certificação da qualidade no Brasil.

A última Reunião da ISO TC/189 aconteceu de 04 a 06 de dezembro na China e a superintendente do CCB, Ana Paula Menegazzo, representou o Brasil como chefe da delegação, juntamente com o Diretor Executivo da ANFACER Sr. Mauricio Borges.        Nesta reunião, a Sra Ana Paula fez uma apresentação sobre a norma brasileira de porcelanato (ABNT NBR 15463), primeira norma específica para produto tipologia porcelanato publicada no mundo.

 Sobre Technical Committee ISO/TC 189

No ano de 2017 a produção mundial de revestimentos cerâmicos passou por um ritmo mais lento de crescimento, em que a produção e consumo subiram apenas 2,2% (para 13,5 bilhões e 13,3 bilhões de metros quadrados, respectivamente) e os fluxos de importação-exportação, pela primeira vez em nove anos, decaíram para 2,754 bilhões de metros quadrados (-1,4%). Esses números globais refletem tendências heterogêneas nas diversas regiões e entre os principais países produtores e exportadores. Em um segmento de grande importância mundial, ter uma normalização internacional que abrange o interesse de todos os países e que seja revisada com frequência a se adequar às inovações constantes de tecnologia é uma prioridade do Comitê Técnico ISO/TC 189 – Ceramic Tile.

O Comitê Técnico ISO/TC 189 – Ceramic Tile possui 27 normas internacionais publicadas, nove normas em desenvolvimento, conta com 31 membros participantes, sendo o Brasil um deles, e 26 membros observadores.

A estrutura de trabalho deste Comitê envolve 10 grupos de trabalhos (WG’s):

– WG 1: Métodos de ensaios

– WG 2: Especificação de produtos

– WG 3: Produtos para instalação

– WG 4: Placas finas

– WG 6: Métodos de instalação

– WG 7: Sustentabilidade para sistemas com placas cerâmicas

– WG 8: Propriedades antimicrobianas de superfícies de placas cerâmicas

– WG 9: Adesivos de baixo módulo para acabamento externo com placa cerâmica

– WG 10: Medição de resistência ao deslizamento para placa cerâmica

– WG 11: Membrana de desacoplamento para instalação de placas cerâmicas

Segundo Ana Paula, o Brasil tem sido muito demandado tecnicamente nas reuniões do Comitê Técnico ISO/TC 189, de forma a trazer importantes contribuições nas revisões das normas internacionais referentes às placas cerâmicas. Atualmente estamos trabalhando fortemente para o desenvolvimento de um método para a determinação das características dimensionais de produtos de grande formato (acima de 60X60 cm) utilizando um braço tridimensional a laser. Já fizemos um estudo para avaliar a influência do corte da placa cerâmica no resultado do ensaio de carga de ruptura e módulo de resistência à flexão, também fizemos um comparativo para avaliar os métodos de resistência ao escorregamento usando três equipamentos diferentes: scivolosimetro, pêndulo e BOT 3000 e, na próxima reunião, apresentaremos uma sugestão de metodologia para avaliar resistência a mancha d’água do tardoz de placas cerâmicas esmaltadas, disse Ana Paula reforçando que visita às instalações do CCB permitirá que as delegações internacionais acompanhem as medições das placas cerâmicas utilizando o braço a laser (primeira vez que isto será possível, uma vez que o CCB foi o primeiro laboratório a adquirir este equipamento no mundo), bem como apresentar para os outros países os outros laboratórios de destaque como de ensaios de desempenho em edificações.

 

Engenheiro do CCB participa de Simpósio de edifícios no Canadá

O engenheiro do CCB, Maurício Marques Resende, participou no dia 21 de setembro, do Simpósio de Durabilidade e Mudança de Clima (CIB W080), em Ottawa, no Canadá.

O objetivo desse Simpósio, que reuniu mais de 50 pesquisadores e praticantes de física de edifícios de 19 países diferentes, segundo Resende, “foi discutir as metodologias do ciclo de vida das edificações mediante as alterações climáticas”.

As atividades do seminário e simpósio foram realizadas em conjunto com a reunião anual da Comissão de Trabalho do CIB (WC) W080  que proporcionaram uma oportunidade para a formação de pesquisadores e profissionais para apresentar trabalhos recentes focados em “Durabilidade e Mudança Climática” e, mais especificamente, como a durabilidade dos materiais de construção, componentes e montagens pode ser afetada pela mudança de cargas climáticas das alterações climáticas.

Os tópicos apresentados durante o simpósio foram: Cargas ambientais externas e internas em edifícios;  Durabilidade da madeira e parede de madeira, montagens e componentes; Durabilidade das paredes de alvenaria e betão e materiais de construção porosos relacionados; Critérios de desempenho e avaliação de parede e montagens e Contribuições para o CIB W080.