Auditoria realizada pelo Inmetro aprova CCB sem nenhuma não conformidade técnica

Em auditoria, Inmetro indicou  a manutenção da acreditação CCB como Organismo de Certificação de Produto (OCP) e de Certificação de Sistema (OCS)

De 24 a 26 de maio, o CCB recebeu a equipe de avaliadores do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para a realização da auditoria anual, junto a equipe de Certificação do CCB e também do presidente do CCB, José Octávio Armani Paschoal e a superintendente Ana Paula Menegazzo.

A Certificação é um Organismo de Certificação de Produto (OCP) e de Certificação de Sistema (OCS). Periodicamente, todo o esquema de Certificação é avaliado pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro. Este ano, os processos avaliados foram EGT (Entidade Gestora Técnica) no âmbito do `PBQPH de placas cerâmicas, materiais e equipamentos da construção civil – telhas cerâmicas e ISO 9001 – concreto, cimento, cal, gesso, etc.

Como resultado final, a equipe avaliadora indicou a manutenção da acreditação como Organismo OCP e OCS e não foi registrada nenhuma não conformidade. Segundo Ana Paula, foram três dias intensos de trabalho, com uma equipe grande de auditores. “Todos os colaboradores da certificação se dedicaram de corpo e alma para apresentar, ao Inmetro, todo o trabalho que realizamos e que estamos atendendo todas as normas de acreditação. O resultado deste trabalho foi que fomos aprovados sem nenhuma não conformidade técnica”, falou.

A equipe avaliadora foi composta pelos profissionais Altamiro de Oliveira Filho; Paulo Roberto Martins Coelho; José Sérgio dos Passos Oliveira  e Regina Helena Tonelli .

Legenda da  foto: Equipe Inmetro e CCB em último dia de auditoria.

 

Equipe CCB e Inmetro no primeiro dia de auditoria
Equipe Inmetro e CCB no último dia de auditoria

CCB estará presente no Forn&Cer 2017

De 20 a 22 de junho acontece a nona edição do Encontro Internacional de Fornecedores e Cerâmica, o Forn&Cer 2017, evento promovido pela Associação Paulista de Cerâmica (ASPACER) que vai reunir empresas que apostam no mercado cerâmico. O CCB estará presente em mais um ano com um estande de divulgação.

O evento será realizado na própria ASPACER, em um espaço total de 7 mil m² e com cerca de 60 empresas da cadeia produtiva do setor cerâmico expondo as novidades nos diversos segmentos.

Para a superintendente do CCB, Ana Paula Menegazzo , a entidade estará presente para estar ao lado da ASPACER nesse importante evento para o setor. “Também vamos continuar por dentro das inovações tecnológicas que se referem a equipamentos e fornecedores, além de estreitarmos, ainda mais, o relacionamento com o segmento”, afirmou.

Paralelamente ao Encontro, acontecerá também o sétimo Congresso da Indústria Cerâmica de Revestimento, evento de qualificação e aprimoramento profissional através de palestras. Os apoiadores do evento são: Abceram – Associação Brasileira de Cerâmica, Anicer – Associação Nacional da Indústria Cerâmica, AIC – Tambaú – Associação Industrial e Comercial de Tambaú, ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, Incoesp – Cooperativa das Indústrias Cerâmicas do Oeste Paulista e CCB – Centro Cerâmico do Brasil, Cerâmica Industrial e Revista Mundo Cerâmico.

Mais informações estão ser acessadas no site da ASPACER.

Layout do estande do CCB na Forn&ecer 2017

CCB abre agenda de treinamentos para capacitação profissional

Engenheiros civis, arquitetos, fabricantes de materiais de construção civil, projetistas, estudantes de engenharia civil e arquitetura já podem se programar

Devido a crescente evolução da qualidade da indústria cerâmica, o Centro Cerâmico do Brasil (CCB), Organismo de Avaliação da Conformidade acreditado junto a Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro, para a certificação de Produtos e de Sistema de Gestão da Qualidade que exerce um papel fundamental no desenvolvimento tecnológico e da qualidade dos produtos da indústria cerâmica brasileira, realizará, durante o ano de 2017, diversos treinamentos para auxiliar a capacitação de técnicos e funcionários do setor da indústria da construção civil.

Esses treinamentos, cujos temas são urgentes e relevantes ao setor da indústria da construção, são disponibilizados em dois modelos. Como “In Company”, ou seja, personalizados de forma a atender as necessidades do cliente, podendo assim, serem realizados na empresa, ou na própria sede do CCB e também os abertos para a comunidade, com temas pré-definidos e realizados no CCB, contando com salas climatizadas e equipamentos multimídia.

De acordo com um dos responsáveis pelos treinamentos, o coordenador de Assistência Técnica do CCB, Ronaldo Cesário, existe uma deficiência no mercado de mão de obra, por exemplo, na especificação dos produtos de acordo com os locais em que serão aplicados. “Também há deficiência de profissionais que identifiquem as possíveis patologias que venham a ocorrer nas placas cerâmicas e, por isso, ocorreu a ideia do CCB oferecer esses treinamentos- para formar profissionais capacitados que atendam às solicitações provenientes de reclamações de clientes, devido à ocorrência de prováveis defeitos em placas cerâmicas-”, falou.

Em abril, já aconteceu o primeiro treinamento intitulado “Análise de Defeitos em Placas Cerâmicas”, e o profissional agora capacitado poderá aplicar o conhecimento adquirido de acordo com a demanda de solicitações recebidas referentes aos problemas ocasionados no revestimento cerâmico.

Já o próximo treinamento agendado para o mês de maio, “Ensaios em Placas Cerâmicas conforme Normas ABNT NBR 13818 e ISO 10.545 – Teoria e Prática”, segundo Cesáreo, vai oferecer aos participantes a apresentação e interpretação dessas normas, relatar todos os requisitos e critérios utilizados na avaliação da conformidade de placas cerâmicas, além do acompanhamento prático na execução dos ensaios. “Reforçaremos a importância em formar profissionais capacitados a atuarem na área técnica de indústrias de placas cerâmicas e laboratórios de ensaios voltados para a avaliação deste tipo de produto”, disse Cesáreo explicando que o publico- alvo envolve assistentes técnicos, coordenadores técnicos, técnicos de Laboratório, coordenadores da Qualidade e lojistas no ramo da construção civil. “Na prática, o profissional poderá aplicar o conhecimento adquirido frente à necessidade da realização de ensaios laboratoriais e avaliação dos resultados obtidos, que poderão ser emitidos através de registros e/ou relatórios de ensaios”, explicou.

O engenheiro do CCB, Mauricio Resende, também ministrará treinamentos e salientou a importância. Um deles, sobre ABNT NBR 15575-1 Norma de Desempenho – Requisitos . “Este curso tem por objetivo apresentar a parte 1 da norma de desempenho de edifícios habitacionais, NBR 15575. Serão apresentados e discutidos os principais conceitos da norma de desempenho, entre eles, os conceitos de vida útil de projeto, durabilidade e garantia. Também serão apresentados e discutidos os requisitos gerais para os quais os edifícios devem ser projetados”, comentou.

Resende também será responsável pelo treinamento ABNT NBR 15575-3 Norma de Desempenho – Sistema de Pisos, cuja metodologia envolve aulas expositivas, discussão de casos, debates entre participantes e simulação de alguns ensaios no laboratório. “Neste será apresentada a parte 3 da norma de desempenho de edifícios habitacionais, NBR 15575 e, também, os requisitos e critérios de desempenho para os sistemas de pisos, bem como as metodologias de ensaios para a verificação destes requisitos e interpretação dos relatórios de ensaios”.

Outro treinamento de extrema importância para mercado a construção civil a ser oferecido pelo CCB é

Execução de Revestimento Cerâmico (Fachada, Piso e Parede Interna), que, segundo Resende, vai apresentar e discutir os procedimentos de execução, os critérios de controle e de aceitação e a manutenção dos revestimentos cerâmicos, de forma a minimizar as patologias, principalmente os destacamentos. “Também teremos sobre ABNT NBR 15575-4 Norma de Desempenho – Sistema de Vedações Verticais. Neste, acontecerão aulas expositivas, discussão de casos, debates entre participantes e simulação de alguns ensaios no laboratório”, falou. Este curso, no entanto, tem por objetivo apresentar a parte 4 da norma de desempenho de edifícios habitacionais, NBR 15575. “Vamos apresentar e discutir os requisitos e critérios de desempenho para os sistemas de vedações verticais, bem como as metodologias de ensaios para a verificação destes requisitos e interpretação dos relatórios de ensaios.”

O treinamento Projeto e Especificação de Revestimento Cerâmico vai apresentar e discutir as principais variáveis envolvidas na elaboração de um projeto de revestimento cerâmico, fundamentado nas normas nacionais e internacionais de assentamento, enfatizando as principais mudanças que deverão ocorrer na norma de revestimento cerâmico de fachada, NBR 13755, cuja a revisão deve ser publicada ainda este ano. “Dentre estas variáveis é ressaltada a especificação dos materiais constituintes do revestimento cerâmico (argamassa colante, placa cerâmica, selante) e discussão sobre juntas”, disse Resende.

No último treinamento a ser ministrado pelo engenheiro, ABNT NBR 15575-5 Norma de Desempenho – Sistema de Coberturas, além das aulas expositivas, discussão de casos e debates entre participantes, haverá, também, a simulação de alguns ensaios no laboratório. “Apresentaremos a parte 5 da norma de desempenho de edifícios habitacionais, NBR 15575, além dos requisitos e critérios de desempenho dos sistemas de coberturas, bem como as metodologias de ensaios para a verificação destes requisitos e interpretação dos relatórios de ensaios”, finalizou.

AGENDE-SE! Treinamentos e horários

Análise de Defeitos em Placas Cerâmicas (18 e 25 de abril – 6 horas divididas em dois dias);

Ensaios em Placas Cerâmicas conforme Normas ABNT NBR 13818 e ISO 10.545 – Teoria e Prática (09 e 16 de maio– 8 horas dividias em dois dias);

ABNT NBR 15575-1 Norma de Desempenho – Requisitos (23 e 30 de maio– 6 horas divididas em dois dias);

ABNT NBR 15575-3 Norma de Desempenho – Sistema de Pisos (06 e 13 de junho– 6 horas divididas em dois dias); Execução de Revestimento Cerâmico (Fachada, Piso e Parede Interna) (20 e 27 de junho– 6 horas divididas em dois dias);

NBR 15575-4 Norma de Desempenho – Sistema de Vedações Verticais (11 e 18 de julho– 6 horas divididas em dois dias);

Projeto e Especificação de Revestimento Cerâmico (25 de julho e 1 de agosto– 6 horas divididas em dois dias e ABNT NBR 15575-5 Norma de Desempenho – Sistema de Coberturas (15 e 22 de agosto- 6 horas divididas em dois dias).

 Como participar?

Todos os Treinamentos abertos da Agenda/2017 possuem uma carga horária de 6 horas e o investimento é de R$ 350,00 por pessoa. Quanto aos treinamentos com carga horária de 8 horas, o investimento é de R$ 450,00 por pessoa.

As inscrições podem ser feitas pelo e-mail: rh@ccb.org.br

Público-alvo

Engenheiros Civis, Arquitetos, Fabricantes de Materiais de Construção Civil, Projetistas, Estudantes de Engenharia Civil e Arquitetura a partir do 4ºano.

Sobre os profissionais

 Mauricio Resende

Resende é engenheiro civil formado pela UFMG, mestre em construção civil pela Universidade de São Paulo (USP) e especialista em administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Possui experiência em desenvolvimento de sistemas construtivos, controle de qualidade de materiais de construção civil (atuou por 8 anos como gerente técnico da Falcão Bauer), treinamentos sobre qualidade, propriedade dos materiais de construção civil, projeto de revestimentos e de vedações verticais (palestrante de cursos de diversas associações, por exemplo, ABCP). Atualmente é consultor técnico do CCB e professor de graduação e mestrado da Universidade São Judas Tadeu em São Paulo e do curso de pós-graduação do IPOG.

Ronaldo Cesário

Cesário é graduado em processos químicos pela instituição Centro Universitário Hermínio Ometto. Possui qualificação técnica em química pelo Colégio Alem em processos de fabricação de revestimentos cerâmicos pelo Senai Mario Amato. Dispõe de ampla experiência na realização e avaliação de ensaios em placas cerâmicas para revestimento, além do conhecimento sobre os requisitos necessários para a implementação e manutenção do sistema de gestão da qualidade de laboratórios de ensaios e calibração. Trabalha há 15 anos no CCB desenvolvendo as mais diversas atividades, atuando nos setores de laboratório como técnico, supervisor técnico e coordenador da qualidade. Atualmente , responde pelas áreas de assistência técnica e treinamentos da instituição.

Acesse o novo portal da Qualidade do CCB

O CCB cresceu e, além de há mais de 20 anos trazer qualidade ao setor da construção civil por todo o país, agora, com uma sede própria instalada em Santa Gertrudes, ampliou o seu escopo de atuação e já qualifica empresas internacionais, sendo então referência em qualidade e inovação tecnológica na cadeia produtiva da indústria cerâmica.

Toda a ampla capacidade de atuação do CCB, bem como seus laboratórios de ensaios, relatórios, empresas qualificadas, solicitação de propostas, agenda de treinamentos, notícias, vídeos dos ensaios realizados, dentre outros projetos poderão ser acessados através do novo portal online, que possui um novo design com informações gerais sobre a contribuição do CCB no desenvolvimento e fortalecimento da construção civil.

O novo portal foi desenvolvido pela Octacom Comunicação e Conectividade e, segundo um dos responsáveis, Gabriel Piccin, o formato antigo foi adaptado às novas tecnologias, com layout responsivo e com mais facilidade de navegação imediata. “Utilizamos um conceito conhecido como ‘mobile first’. Ou seja, todo o conteúdo do site foi pensando para ser acessado principalmente por dispositivos móveis que possuem telas menores e uma conexão móvel que geralmente possui uma velocidade inferior. O site também conta com um layout responsivo, em que o conteúdo se adapta ao tamanho da tela do usuário”, reforçou. Neste primeiro momento, segundo Piccin, a abordagem foi apenas trazer o conteúdo do site existente para uma nova plataforma, onde irão ser disponibilizados novos recursos em breve. “Todo esse trabalho foi realizado em parceria com o gerente de design e inovação do CCB, Marcos Serafim,  e pudemos alinhar nosso trabalho com a identificação visual do organismo”, completou Piccin.

O portal também ganhou um blog de notícias e o navegante poderá acompanhar todas as novidades divulgadas pelo CCB.

Acesse  o portal www.ccb.org.br e acompanhe as notícias no Blog CCB: http://blog.ccb.org.br.

Nova interface do portal da Qualidade do CCB

 

Presidente do CCB está à frente do projeto do Telescópio Gigante GMT

O presidente do CCB, José Octavio Armani Paschoal, está à frente ao incrível projeto de telescópio gigante, o GMT, que começou a ser construído no deserto do Atacama, no Chile, junto ao Observatório Las Campanas, em uma altitude de 2.500 metros.

O GMT entrará em operação ao longo da década de 2020 e contará com um conjunto de sete espelhos de 8 metros e 40 centímetros cada um, para formar um único espelho de 25 metros de diâmetro, que será capaz de explorar o cosmos com definição e sensibilidade sem precedentes.

Saiba tudo e confira também a entrevista com o nosso presidente neste vídeo desenvolvido pela Agência FAPESP.

CCB implementa programa 5S visando melhorias nos laboratórios

Primeira fase do treinamento aconteceu na última terça-feira, na sede do CCB 

Modificar e aprimorar o ambiente de trabalho pensando também em reduzir o desperdício, os custos e aumentando consequentemente a produtividade, o layout e a facilitação de tarefas, são os principais benefícios da implementação do Programa 5S trazido pelo CCB à sua equipe.

O Programa é uma filosofia utilizada para organizar a empresa baseada em cinco palavras japonesas que, traduzidas, formam os “5 sensos”: Senso de utilização (SEIRI), Senso de organização (SEITON), Senso de limpeza (SEISSO), Senso de higiene (SEIKETSU) e Senso de autodisciplina (SHITSUKE).

De acordo com a encarregada da Qualidade do CCB, Fernanda Castelo, o principal objetivo da implementação do Programa 5S no CCB é modificar o ambiente de trabalho e as atitudes das pessoas. “Assim, além de melhorarmos a qualidade de nossos serviços, também influenciaremos de forma positiva na vida dos colaboradores”, disse Fernanda reforçando que, a princípio, foram planejados três treinamentos a toda a equipe CCB. O primeiro deles, realizado no dia 02 de maio, na própria sede do CCB, foi sobre os conceitos básicos. “Neste primeiro dia de treinamento abordamos os conceitos gerais a respeito do programa 5S , bem como a sua origem, os objetivos e um pouco sobre cada senso. Através de dinâmicas os colaboradores puderam interagir e compreender o programa”, disse.

Também foi abordado, neste dia, o cronograma de implementação previsto para o CCB e ao final foi feita a premiação do laboratório destaque mês, que foi o de Argamassa.

Como funcionará 

A primeira fase do programa engloba os Laboratórios. Na segunda fase, a equipe de Certificação e, na terceira fase de implementação, serão abrangidas todas as áreas do CCB.

“A princípio os laboratórios estão sendo avaliados uma vez na semana nos quesitos utilização, organização e limpeza (que são os três primeiros sensos). Dessa forma, ao final de cada mês, será eleito e premiado um laboratório em destaque”, falou.

Os gestores, no entanto, definiram os responsáveis por cada laboratório. “Assim espera-se que ao longo das semanas os conceitos aprendidos no primeiro treinamento sejam aplicados e que ao final do programa todas as áreas do CCB estejam participando das avaliações e premiações”, ressaltou Fernanda.

Bloco cerâmico certificado traz mais confiança e segurança para o sonho da casa própria

Centro Cerâmico do Brasil já certificou quatro empresas de cerâmicas vermelhas já em 2017

Desde 1996, o Centro Cerâmico do Brasil (CCB) é um organismo de avaliação da conformidade acreditado junto à coordenação Geral de Acreditação do Inmetro. Além disso, é o primeiro certificador de qualidade de produtos cerâmicos, dentre eles, os blocos cerâmicos, àqueles utilizados para alvenaria, sustentação e construção.

De acordo com dados da Associação Nacional da Indústria Cerâmica (Anicer), a cerâmica vermelha, seja ela bloco ou telha, representa 90% das alvenarias construídas no Brasil, favorecendo 4.8% da Indústria da Construção Civil.

Pensando na qualidade do produto a ser vendido no mercado, bem como na segurança na construção da casa do brasileiro, o CCB já certificou, em janeiro e fevereiro de 2017, quatro empresas de blocos cerâmicos. São elas a Cerâmica Vista Alegre (Igaraçu do Tietê – SP), Vilhena Telhas e Concreto, (Barra Bonita -SP) Cerâmica Cepisa (Barra Bonita, ) e a Cerâmica Buritis (Buritizeiro – MG).

De acordo com o especialista de cerâmica vermelha, Amaury Chaves, a certificação do bloco cerâmico para o mercado reforça a confiança que o cliente terá na hora de comprar o seu material. “É um produto certificado dentro das normas exigidas pelo Inmetro, ou seja, uma garantia de qualidade para a empresa, que terá como benefício a diminuição do custo, devido aos controles de registros realizados em cada processo que evita as anomalias que fazem com que elas gastem mais para fabricar um produto de qualidade”, reforçou.

E quem certificou, ficou satisfeito. “O programa do Governo Federal elaborado e acompanhado pelo Ministério das Cidades e executado principalmente pela Caixa Econômica Federal MINHA CASA MINHA VIDA – MCMV – no passado foi muito interessante para as empresas do setor de cerâmica vermelha, pois ofertou grande demanda por produtos como tijolos, blocos, telhas e outros”, disse Amadeu Soares, da Cerâmica Buritis, recém-certificada pelo CCB. Segundo ele, as empresas ceramistas no passado não valorizavam a qualificação em mão de obra e qualidade em seus produtos. “Esse fato trazia muitos problemas como trinca, alta absorção, baixa resistência e os construtores não tinham a opção de buscar essa qualidade, pois muitas regiões ainda não investiam na qualificação”, falou Soares salientando que, agora, a Cerâmica Buritis sai na frente, pois está preparada para atender as grandes construtoras que trabalham com os bancos financiadores destes projetos de construção civil. “Estamos apostando nessa melhora na qualidade comprovada pelo CCB e vamos continuar batalhando para mantê-la e, isso, é compromisso nosso com o cliente”, finalizou.

CCB ministra palestra em workshop na 15ª Expo Revestir

De 7 a 10 de março, aconteceu a edição 2017 da  EXPO REVESTIR e do FÓRUM INTERNACIONAL DE ARQUITETURA E CONSTRUÇÃO, realizada mais um ano no Transamérica Expo Center, em São Paulo. Já são 15 anos de um dos eventos mais importantes da construção civil da América Latina e, em mais um ano, o Centro Cerâmico do Brasil (CCB) teve frisante participação.

No dia 7, dia de abertura, foi realizado com o apoio do CCB e da Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimentos, Louças Sanitárias e Congêneres  (Anfacer) e da Associação Paulista das Cerâmicas de Revestimento (Aspacer), o “Workshop Sistema de Revestimento”. Dentre as palestras, esteve a do engenheiro do CCB, Mauricio Resende, que discursou sobre o estudo científico de caracterização das argamassas colantes nacionais e internacionais, projeto este financiado pelas associações Anfacer e Aspacer.

Segundo o profissional, o tema da sua palestra foi escolhido, pois se trata da segunda parte do estudo científico sobre revestimento cerâmico que está sendo desenvolvido em três partes e em três instituições renomadas. “A primeira parte do estudo, que foi caracterização das placas cerâmicas, foi apresentada nos dois últimos workshops, e neste, apresentamos os primeiros resultados da parte de caracterização de argamassa colante”, disse Resende reforçando que se trata ainda da fase inicial. “Entretanto, falei somente da caracterização das propriedades mecânicas de diferentes argamassas colantes, que possibilitará definir quais argamassas farão parte da outra fase desta parte do estudo, bem como para verificar diferenças entre comportamentos delas”, disse.

Participar de um grande evento como a Expo Revestir, em seus 15 anos e, especialmente palestrar no workshop na presença de doutores e especialistas com vasto conhecimento científico na área de revestimento cerâmico, para Resende, é uma honra. “Desta forma, considero que foi uma responsabilidade enorme, pois estava falando para diversos representantes da indústria daconstrução civil e renomados pesquisadores”, falou.

 Workshop Sistema de Revestimento

O workshop realizado na 15ª edição da Expo Revestir teve o objetivo buscar a reflexão e discussões sobre diversas variáveis atuantes no revestimento cerâmico sob o ponto de vista de diferentes elos da cadeia produtiva. Sejam eles fabricantes, projetistas e construtores.  “A interação entre estes elos é de fundamental importância para a melhoria da produção do revestimento cerâmico”, finalizou Mauricio.

Além da palestra do CCB, aconteceu também a apresentação da engenheira da FCH Engenharia, Fabiana Ribeiro (Visão de um Projetista Especialista), do perito civil da Toten Engenharia. Alexandre Tomazelli e a mesa de debates e encerramento com os palestrantes com a participação do CBIC e Sinaprocim.

 14º Expo Revestir

Na última edição da Expo Revestir, realizada em 2016, a superintendente do CCB, Ana Paula Menegazzo lançou, no Fórum Internacional de Arquitetura e Construção o Manual Setorial de Desempenho da Indústria de Placas Cerâmicas para Revestimento, material este que representou um marco para a construção civil brasileira.