CCB é acreditado para novos ensaios pelo CGCRE Inmetro

Ensaios de placas cerâmicas para revestimento de acordo com normas americanas também foram avaliados

De 15 a 19 de outubro, o LabCCB  recebeu os avaliadores Carlos Teixeira de Assumpção e João Carlos Marques, ambos da Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro, com o objetivo de avaliar a conformidade do sistema de gestão com a norma ABNT NBR ISO/IEC 17025:2017 e normas aplicáveis a realização dos ensaios do escopo do laboratório.

Ao fim da avaliação concluiu-se que o sistema está implementado de acordo com a referida norma e que o laboratório está apto a receber a extensão de sua acreditação para os ensaios de: Argamassas colantes industrializadas para assentamento de placas cerâmicas conforme ABNT NBR 14081 partes 2, 3, 4 e 5;Determinação da estanqueidade à água de acordo com as normas ABNT NBR 15575-5 – Anexo D e ABNT NBR 13858-2- Anexo G; Lajes pré-fabricadas conforme ABNT NBR 15522 e Placas cerâmicas para revestimento de acordo com as normas ASTM (americanas).

“O Próximo passo agora é esperar chegar o certificado de conformidade e logo estaremos aptos a realizações desses ensaios acreditados”, disse a coordenadora da Qualidade do CCB, Fernanda Castelo.

CCB receberá visita de delegação internacional do Comitê Técnico ISO TC/189

De 10 a 15 de novembro, a ABNT e a Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimentos (Anfacer), promoverá a 28ª Reunião do Technical Committees ISO TC/189, reunião para revisão de normas internacionais de placas cerâmicas que acontecerá pela segunda vez no Brasil.

No dia 10, o CCB abrirá as suas portas e terá a honra de receber em sua sede a visita dos delegandos de vários países que participarão desta reunião para conhecer todo o trabalho realizado nos laboratórios e, para apresentar, também, a importância da certificação da qualidade no Brasil.

A última Reunião da ISO TC/189 aconteceu de 04 a 06 de dezembro na China e a superintendente do CCB, Ana Paula Menegazzo, representou o Brasil como chefe da delegação, juntamente com o Diretor Executivo da ANFACER Sr. Mauricio Borges.        Nesta reunião, a Sra Ana Paula fez uma apresentação sobre a norma brasileira de porcelanato (ABNT NBR 15463), primeira norma específica para produto tipologia porcelanato publicada no mundo.

 Sobre Technical Committee ISO/TC 189

No ano de 2017 a produção mundial de revestimentos cerâmicos passou por um ritmo mais lento de crescimento, em que a produção e consumo subiram apenas 2,2% (para 13,5 bilhões e 13,3 bilhões de metros quadrados, respectivamente) e os fluxos de importação-exportação, pela primeira vez em nove anos, decaíram para 2,754 bilhões de metros quadrados (-1,4%). Esses números globais refletem tendências heterogêneas nas diversas regiões e entre os principais países produtores e exportadores. Em um segmento de grande importância mundial, ter uma normalização internacional que abrange o interesse de todos os países e que seja revisada com frequência a se adequar às inovações constantes de tecnologia é uma prioridade do Comitê Técnico ISO/TC 189 – Ceramic Tile.

O Comitê Técnico ISO/TC 189 – Ceramic Tile possui 27 normas internacionais publicadas, nove normas em desenvolvimento, conta com 31 membros participantes, sendo o Brasil um deles, e 26 membros observadores.

A estrutura de trabalho deste Comitê envolve 10 grupos de trabalhos (WG’s):

– WG 1: Métodos de ensaios

– WG 2: Especificação de produtos

– WG 3: Produtos para instalação

– WG 4: Placas finas

– WG 6: Métodos de instalação

– WG 7: Sustentabilidade para sistemas com placas cerâmicas

– WG 8: Propriedades antimicrobianas de superfícies de placas cerâmicas

– WG 9: Adesivos de baixo módulo para acabamento externo com placa cerâmica

– WG 10: Medição de resistência ao deslizamento para placa cerâmica

– WG 11: Membrana de desacoplamento para instalação de placas cerâmicas

Segundo Ana Paula, o Brasil tem sido muito demandado tecnicamente nas reuniões do Comitê Técnico ISO/TC 189, de forma a trazer importantes contribuições nas revisões das normas internacionais referentes às placas cerâmicas. Atualmente estamos trabalhando fortemente para o desenvolvimento de um método para a determinação das características dimensionais de produtos de grande formato (acima de 60X60 cm) utilizando um braço tridimensional a laser. Já fizemos um estudo para avaliar a influência do corte da placa cerâmica no resultado do ensaio de carga de ruptura e módulo de resistência à flexão, também fizemos um comparativo para avaliar os métodos de resistência ao escorregamento usando três equipamentos diferentes: scivolosimetro, pêndulo e BOT 3000 e, na próxima reunião, apresentaremos uma sugestão de metodologia para avaliar resistência a mancha d’água do tardoz de placas cerâmicas esmaltadas, disse Ana Paula reforçando que visita às instalações do CCB permitirá que as delegações internacionais acompanhem as medições das placas cerâmicas utilizando o braço a laser (primeira vez que isto será possível, uma vez que o CCB foi o primeiro laboratório a adquirir este equipamento no mundo), bem como apresentar para os outros países os outros laboratórios de destaque como de ensaios de desempenho em edificações.

 

Engenheiro do CCB participa de Simpósio de edifícios no Canadá

O engenheiro do CCB, Maurício Marques Resende, participou no dia 21 de setembro, do Simpósio de Durabilidade e Mudança de Clima (CIB W080), em Ottawa, no Canadá.

O objetivo desse Simpósio, que reuniu mais de 50 pesquisadores e praticantes de física de edifícios de 19 países diferentes, segundo Resende, “foi discutir as metodologias do ciclo de vida das edificações mediante as alterações climáticas”.

As atividades do seminário e simpósio foram realizadas em conjunto com a reunião anual da Comissão de Trabalho do CIB (WC) W080  que proporcionaram uma oportunidade para a formação de pesquisadores e profissionais para apresentar trabalhos recentes focados em “Durabilidade e Mudança Climática” e, mais especificamente, como a durabilidade dos materiais de construção, componentes e montagens pode ser afetada pela mudança de cargas climáticas das alterações climáticas.

Os tópicos apresentados durante o simpósio foram: Cargas ambientais externas e internas em edifícios;  Durabilidade da madeira e parede de madeira, montagens e componentes; Durabilidade das paredes de alvenaria e betão e materiais de construção porosos relacionados; Critérios de desempenho e avaliação de parede e montagens e Contribuições para o CIB W080.

Processo de transição do Sistema de Gestão da Qualidade – ABNT NBR ISO 9001:2015

 

A partir de do dia 15 de setembro de 2018, todas as empresas com certificação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001 deverão estar com o processo de transição concluído para a versão 2015 da norma.

O CCB – Certificação iniciou em julho de 2017 o processo de transição que foi concluído em agosto de 2018. O CCB parabeniza as empresas pelo sucesso neste processo finalizado com antecedência.

Certificação finaliza processo de auditoria do Inmetro

No fim de agosto, a Certificação CCB finalizou o processo de auditorias do Inmetro.

Foram três auditorias referentes ao processo de Reavaliação de Escritório em OCP-0010 e OCS-0020 do organismo CCB.

A primeira foi realizada na sede do CCB com duração de 12 dias para avaliar o esquema de certificação de produto e do sistema de gestão da qualidade ISO 9001. As outras duas auditorias testemunhas foram de quatro dias cada uma para avaliar a condução dos auditores do CCB nas empresas.

“Após este ciclo de 20 dias de auditoria, a certificação do Organismo de Certificação de Sistema (OCS 0020) e  o Organismo de Certificação de Produto (OCP 0010) foram renovados até agosto/2022”, disse o gerente de Certificação, Marcelo Dias Caridade.

Foto: Equipe de auditores da Cgcre – Engo. José Augusto e Engo Reginaldo com o auditor Marcelo Dias – Auditoria testemunha do SGQ – ISO 9001:2015

 

CCB esteve presente em mais uma reunião de revisão da Norma

Na sexta-feira (14/09),  a  superintendente Ana Paula Menegazzo e o engenheiro Maurício Resende participaram da reunião da Reativação 2018 da ABNT/CE-002:136.001, que irá revisar as ABNT NBR’s 15575-1 a 6. O evento aconteceu no Sinduscon SP.

A ABNT, como único Foro Nacional de Normalização, mediante a demanda de normalização no campo de desempenho de edificações aplicáveis às edificações habitacionais, compreendendo os sistemas estruturais, hidrossanitários, de pisos, de vedações verticais internas e externas e de cobertura, independentemente dos seus materiais constituintes e do sistema construtivo utilizado, no que concerne a terminologia, requisitos, critérios e métodos de avaliação, criou a Comissão de Estudo (ABNT/CE-002:136.001), para discutir e estabelecer, por consenso, regras, diretrizes ou características para o referido assunto.

Estão sendo revisadas as normas:

-ABNT NBR 15575-1:2013 Edificações habitacionais — Desempenho – Parte 1: Requisitos gerais.

  -ABNT NBR 15575-2:2013 Edificações habitacionais — Desempenho – Parte 2: Requisitos para os sistemas estruturais.
 -ABNT NBR 15575-3:2013 Edificações habitacionais — Desempenho – Parte 3: Requisitos para os sistemas de pisos.
 -ABNT NBR 15575-4:2013 Edificações habitacionais — Desempenho – Parte 4: Requisitos para os sistemas de vedações verticais internas e externas — SVVIE.
 -ABNT NBR 15575-5:2013 Edificações habitacionais — Desempenho – Parte 5: Requisitos para os sistemas de coberturas.
 -ABNT NBR 15575-6:2013 Edificações habitacionais — Desempenho – Parte 6: Requisitos para os sistemas hidrossanitários.

Equipe do SAE e Aenor do Equador visitam o CCB

 

Na quinta-feira (30-08), a equipe de avaliação do SAE, Servicio de Acreditación Ecuatoriano, Katia Luzuriaga e Catalina Cabrera e a coordenadora técnica da Aenor, Asociación Española de Normalización y Certificación, Geovanna Baez Troya, estiveram em Santa Gertrudes para acompanhar uma inspeção de empresa cerâmica na cidade e aproveitaram a oportunidade para visitar os laboratórios do CCB.

 

 

Sistema de gestão dos laboratórios do CCB estão de acordo com a norma

De 27 a 31 de agosto, o CCB passou por mais uma auditoria interna nos laboratórios pela auditora Lucia Alves e Silva.

O objetivo dessa atividade, que é anual, é avaliar a conformidade de acordo com a norma ABNT NBR ISO/IEC 17025:2017 e normas aplicáveis a realização dos ensaios do escopo do laboratório.

O resultado foi que o sistema de gestão dos laboratórios do CCB está implementado de acordo  com a norma em questão.

 

CCB apoiou mais um ano o Prêmio Nacional Aspacer de Design

Evento reuniu centenas de pessoas e premiou profissionais do setor nesta terça e quarta-feira

Autoridades, profissionais, estudantes e interessados no tema estiveram na última quarta-feira (23-08) em Santa Gertrudes participando do 6º Prêmio Nacional Aspacer de Design, que premiou os melhores projetos de design de revestimentos Cerâmicos do país. O evento é uma parceria da Associação Paulista das Cerâmicas de Revestimento (Aspacer), da Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmicas para Revestimentos (Anfacer) e do Centro Cerâmico do Brasil (CCB).

Foram julgados 51 painéis de profissionais de 29 empresas que estiveram expostos no salão da Aspacer. O júri foi composto por dez profissionais de renome do setor que foram presididos pelo gerente de design do CCB, Marcos Serafim.

Foram premiados 1º e 2º lugares nas categorias: Conceito, Pastilhas e Peças Especiais, Fornecedor, Porcelanato e Via Seca. Sendo ainda que, a maior pontuação dentre todas as categorias conquistou uma viagem para Milão. Os primeiros lugares receberam uma premiação de R$ 2,5 mil mais um troféu e os segundos lugares tiveram uma premiação de R$ 2 mil além de uma menção honrosa.

Durante a solenidade de premiação, o diretor executivo da Anfacer, Mauricio Borges,  salientou que os trabalhos apresentados nesta 6ª edição mostrou ainda mais a competência dos profissionais. “Para nós, da Anfacer, é mais um motivo de orgulho”, falou.

Para o presidente da Anfacer, Benjamin Ferreira Neto, o setor, através do prêmio, está aprendendo com os desafios e crescendo com a inovação. “A prova disso foram os trabalhos aqui expostos que tiveram muito cuidado e dedicação. São trabalhos que denotam seriedade, transparência e entusiasmo, sentimentos esses imprescindíveis para promover as mudanças que nós desejamos para a sociedade brasileira como um todo”, disse o presidente da Aspacer reforçando ainda que reunir trabalhos de profissionais de importantes empresas do país é, sem dúvida, um momento que ficará guardado na memória.

O gerente de design do CCB, além de ser presidente da comissão do Júri, foi mediador do 7º Fórum Nacional de Revestimentos Cerâmicos que aconteceu simultaneamente ao Prêmio, nos dias 21 e 22. “ Esta foi a melhor edição do Fórum até agora, pois envolveu mais os participantes e os palestrantes contribuíram muito com os temas apresentados que foram fieis ao tema proposto. Quanto ao Prêmio, este ano foi mais diversificado e os profissionais se empenharam muito na apresentação dos trabalhos com um júri especialista bastante satisfeito”.

O 7º Fórum Nacional de Revestimentos trouxe o tema “Design e Identidade”, com palestrantes profissionais experientes em pesquisa, ensino e desenvolvimento criativo, que utilizaram a Identidade brasileira como referência primordial nas  palestras e workshops. Neste ano reuniu 180 inscritos em mais de 14 palestras que finalizaram com chave de ouro com o Cofundador e CEO da Tátil Design de Ideias, Fred Gelli.  Em 2014 ele foi considerado pela Fast Company Magazine como um dos 100 mais criativos do mundo e sua empresa entre as 10 mais inovadoras da América do Sul e desenvolveu a marca dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e foi um dos diretores criativos responsável pela cerimônia de abertura e encerramento das Paralímpicas.

Confira os vencedores do 6º Prêmio Nacional Aspacer de Design

Conceito

2 Lugar – Luis André Da Silva (Portobello)

1 lugar – Gisele Matiola Simon (Cerâmica Ceusa)

Pastilhas e Peças Especiais

2 Lugar – Rodnei Portella (Cerâmica e Velas de Ignição NGK do Brasil)

1 Lugar – Selma Ferrante  De Farias (GAIL)

Fornecedor

2 lugar – Caio Vinícius Batista (Ferro Enamel do Brasil)

1 Lugar – Jonas Cechinel Rosso  (Torrecid Do Brasil)

Porcelanato

2 Lugar – Luis André Da Silva (Portobello)

1 lugar – Marcele Casagrande Brunel (Cerâmica Ceusa)

Via Seca

2 Lugar – Miguel Felippe Capobianco (Cerâmica Formigres)

1 Lugar – Kuka Pacheco (Cerâmica Savane)

Maior Pontuação

Marcele Casagrande Brunel (Cerâmica Ceusa)

Ponto 669,5